skip to Main Content
5 Dicas Na Hora De Abrir Seu Negócio

5 dicas na hora de abrir seu negócio

Que abrir seu negócio? Empreender é o sonho de muitos brasileiros, ser dono do próprio tempo e ter possibilidade de gerar resultados baseado no seu esforço e dedicação. Porém, é importante ter alguns cuidados na hora de começar o seu negócio, isso que ajudará evitar que o sonho se torne um pesadelo.

Pensando nisso, trabalhamos visando levar informação e conhecimento aos novos empreendedores que afloram diariamente. Especialmente, aqueles que estão se experimentando nesse novo papel. Por isso, acompanhe essas 5 dicas importantes para você seguir na hora de abrir seu negócio.

1. Contratar um contador de confiança que tenha uma visão consultiva e de gestão

Pode parecer que não é importante, mas você sabe o que um contador pode fazer por você? Ter um contador que entenda de negócios e que esteja comprometido em ajudar sua empresa a ter sucesso pode ser fundamental.

Infelizmente, o mercado está repleto de profissionais que não são qualificados, alguns mal sabem o papel básico de um contador na hora de cumprir com a burocracia. Imagina então conseguir dar suporte estratégico ao novo empreendedor.

Por outro lado, felizmente, temos tantos outros colegas que estão sempre a frente, buscando aperfeiçoamento e melhorias, então procure alguém que agregue no seu projeto. Contrate um contador com quem tenha afinidade e confiança e certamente terá um parceiro na longevidade do seu negócio.

2. Fazer um planejamento do negócio detalhando desde a ideia inicial, suas pretensões e estratégias que serão utilizadas para concretizá-las

Para um negócio ser bem-sucedido ele precisa ser pensado de forma detalhada, desenhado com cuidado, avaliado e aprimorado. Ou seja, você precisa trabalhar na ideia de fazer um plano de negócios para sua empresa.

Comece estudando o mercado em que você gostaria de atuar, avalie quem são seus concorrentes, clientes, fornecedores e até a localização mais adequada.

Além disso, para abrir seu negócio, estude estratégias de marketing e vendas que se adequem a sua atividade e faça um plano de como irá se posicionar para atingir aos seus possíveis clientes.

Pense também como será sua operação, detalhe seus processos, imagine o layout da empresa, avalie sua capacidade produtiva, de vendas ou de prestação de serviços. E na hora de planejar, avalie a possibilidade de precisar de contratação de MDO.

Todos esses itens, e muitos outros pontos são importantes na hora de começar a empreender, então elabore com calma e com profundidade o seu plano de negócios. Se você não sabe fazer isso, conte com profissionais que possam ajudar você nesse processo.

3. Ter um plano financeiro alinhado com os custos fixos previstos para manutenção e mensurando por quanto empoo é possível manter a empresa sem ter receita, antes dela realmente lhe gerar lucro

A falta de entendimento sobre gestão é um dos fatores que mais causa mortalidade precoce nas novas empresas, isso acontece por que nem todos os empresários dão a devida importância ao planejamento. Planejar quer dizer desenhar! Quando um engenheiro planeja um imóvel, ele faz isso através de uma planta, então é isso que você precisa fazer para sua empresa uma planta de como ela será.

Sob a ótica financeira o planejamento serve para que você avalie de forma detalhada quanto você precisa investir para começar. Assim como, para que entenda qual sua necessidade de capital de giro, para estimar os custos e com base nisso que tenha condições de definir qual o tempo de permanecia da sua empresa aberta caso ela não fature nenhum real.

Essa é uma possibilidade muito real, que no começo sua empresa não tenha faturamento, ou que não seja o que você gostaria. Você precisa estar pronto para isso, do contrário você desiste no primeiro obstáculo.

4. Estudar sobre precificação e saber como calcular o preço do produto ou serviço

Entender como precificar seu produto ou serviço é outro ponto muito importante para quem está começando. E é muito comum vermos os empresários seguindo tendências de mercado sem ao menos saber se aquele preço é capaz de cobrir seus custos.

Então, estude como calcular os preços, entenda dentro do seu mercado quais são as melhores práticas, faça exercícios, e corra atrás de informações. Avalie também o que a concorrência está praticando, afinal você pode ter estratégias de mercado para ser mais competitivo, mas não se baseie apenas nisso.

Depois de entender sobre preço e mercado, entenda também sobre ponto de equilibro. Esse indicador determina quanto sua empresa precisa faturar mensalmente para cobrir seus custos do período. De posse desses dados você será mais efetivo na administração do seu negócio e terá resultados positivos.

5. Realizar a abertura da empresa nos órgãos competentes e requisições de registros e licenças.

Por fim, chegou a hora de tirar todos os planos do papel e da imaginação. Hora de arregaçar as mangas e trabalhar, mas para isso a abertura da empresa deve ser formalizada.

Para cuidar de toda essa burocracia, você precisa contar com um contador, aquele que você já escolheu e que já lhe orientou. Esse profissional que lhe auxiliará em todas as etapas, desde o primeiro passo na formalização do pedido de viabilidade e zoneamento até você obter todos os registros e licenças necessários para sua empresa operar.

E se você quer saber mais sobre os 10 passos necessários para a abertura de uma empresa. Nós temos um conteúdo especialmente falando sobre cada uma das etapas, acesse aqui e saiba mais.

Juliana Herrmann
Contadora e diretora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você
Algumas vezes ao emitir uma Nota Fiscal Eletrônica, percebemos que…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top