skip to Main Content
Vendas No Cartão E O Cruzamento De Dados Da Receita Federal

Vendas no cartão e o Cruzamento de Dados da Receita Federal

Você sabia que a Receita Federal realiza um cruzamento de dados e fiscaliza todas as vendas no cartão de crédito e débito? Muitos respondem não e por isso que hoje trouxemos este artigo para seu conhecimento.

Principalmente, porque um dos princípios essenciais para se ter um negócio sem risco é manter a transparência da sua receita perante os órgãos fiscalizadores. E cada vez mais, tem se visto sistemas informatizados que permitem que órgãos, como a Receita Federal, tenham maior controle sobre estes dados.

Como a Receita Federal recebe as informações da sua empresa

Para que a Receita Federal possa monitorar os dados de recebimento das empresas e até mesmo das pessoas físicas que atuam como autônomas, foi desenvolvimento um sistema informatizado, bem como legislação pertinente que obriga que as operadoras de cartão de crédito e débito a repassarem os dados de venda através de suas maquininhas, aplicativos ou serviços web que seus clientes realizam.
Ao receber tais dados, o sistema do governo armazena e confronta com as informações de faturamento que receberam das empresas e desta forma verificam se estão corretos e se não houve qualquer tipo de sonegação de valores e consequentemente recolhimento incorreto de imposto sobre a receita arrecadada, normalmente declarado na DIRF.
Porém as empresas possuem também outras obrigações que também permitem esse cruzamento de informações. Então você precisa contar com um contador profissional que lhe auxilie nesse processo, além é claro ter cautela na hora de informar seu faturamento.

Cruzamento de dados sobre as vendas

Agora que você já entende a importância de ter as informações transparentes, vamos te explicar como ocorre efetivamente este cruzamento de dados nos sistemas governamentais.
A partir do momento que a Receita Federal tem as informações de venda de determinada empresa em seus bancos de dados, sejam elas obtidas através das próprias organizações, bem como pelas operadoras de cartão de crédito, inicia-se o cruzamento de dados.
Neste momento, o resultado deste trabalho é de se visualizar que ambas as informações confrontadas não apresentam divergências, logo conclui-se que o empresário está realizando de maneira correta a sua declaração de receitas.
Quando há divergências nestes dados, é notório que há algo de errado, onde automaticamente a Receita Federal atribui uma classificação de irregularidade naquela empresa e oferece um prazo determinado para que a organização possa regularizar as informações e principalmente o pagamento correto dos impostos sobre o faturamento.

Como evitar problemas

Nós do Polo Contábil vamos dar uma série de dicas para evitar passar por qualquer problema semelhante e principalmente, se manter em dia com as obrigações fiscais referente a sua receita de vendas de cartão de crédito e débito.

Vamos as dicas:

Investir na PDV da empresa

Empresas que possuem arrecadação através de vendas no cartão de crédito e débito, precisam investir em um software de ponto de venda ou módulo PDV. Ele automatiza o registro de todas as vendas que ocorrer, independente do tipo e isso permitirá que nenhum dado de faturamento fique incorreto;

Treinamento dos funcionários

Sua empresa deve garantir que os funcionários responsáveis pela venda, manipulação de dados de receita e transmissão de informações para os órgãos competentes precisam estar treinados e realizem tudo com muita atenção, para que não ocorra nenhum erro;

Estabeleça um dupla checagem de conciliação 

Além das dicas acima, é preciso ainda se resguardar de todas as formas, então, tenha um funcionário na sua empresa que realize uma conciliação e uma dupla checagem de todas as vendas registradas e feitas, para ao enviar os dados para Receita Federal tudo esteja correto.

Uma das nossas dicas de ouro é aproveitar o sistema oferecido pelas próprias operadoras de cartão de crédito e débito. A grande maioria oferece um sistema de relatórios bem completo, além de uma conciliação de vendas e receitas.

Importante destacar que cada vez a Receita Federal está mais exigente em sua fiscalização, buscando mitigar todos os riscos de sonegação de impostos no Brasil. É exatamente por isso que manter os dados corretos e a transparência é o melhor caminho para manter sua empresa com sucesso. Isso porque, caso o órgão detecte alguma irregularidade, sua organização poderá passar por longa e severa auditoria. E isso pode inclusive aumentar despesas com advogados e até mesmo pagamento de impostos, além da possibilidade de perder licenças de atuação.

Por isso, orientamos sempre ter um contador que te ajude na verificação de seus dados, de vendas, impostos e etc. Nossos profissionais são especialistas neste assunto e irão garantir que todos estes riscos sejam evitados e seus dados estarão sempre corretos na Receita Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você
Em primeiro lugar, absenteísmo é a expressão usada para caracterizar…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top